Evolução Anual do Índice de Gestão Fiscal de Niterói, de 2006 a 2015. O (IFGF), divulgado nesta quinta-feira (28) pelo Sistema Firjan, com dados da Secretaria do Tesouro Nacional, apontou que Niterói está em segundo lugar no estado e em 45ª colocação no ranking nacional. A cidade, que em 2013 foi avaliada com o conceito C (entre 0,4 e 0,6), agora recebeu a avaliação com conceito B (entre 0,6 e 0,8). Quanto mais perto do 1, melhor é a classificação. Mesmo sem receber grandes eventos na cidade, Niterói conseguiu ser bem avaliada. A boa colocação do município foi diretamente relacionada aos índices de Receita Própria e Liquidez, que receberam o conceito A, nota máxima do índice. O índice Investimentos também merece destaque, passou do conceito D para C. Ainda de acordo com o IFGF, Niterói está entre os municípios que têm situação fiscal boa ou excelente. Para a Firjan isso significa que a cidade se destacou por ter disciplina financeira, menos gastos com pagamento de pessoal e maior planejamento das contas públicas, o que aumentou sua capacidade de investimento. O IFGF é composto pelos indicadores de Receita Própria, que mede a dependência dos municípios em relação às transferências dos estados e da União; Gastos com Pessoal, que mostra quanto as cidades gastam com pagamento de pessoal em relação ao total da Receita Corrente Líquida (RCL); Investimentos, que acompanha o total de investimentos em relação à RCL; Liquidez, que verifica se os municípios estão deixando em caixa recursos suficientes para honrar os restos a pagar acumulados no ano, medindo a liquidez do município como proporção das receitas correntes líquidas; e Custo da Dívida, que correspondente às despesas de juros e amortizações em relação ao total das receitas líquidas reais.

Quadro preocupante

De acordo com o índice, 87% dos municípios brasileiros estão em condição difícil ou crítica e enfrentam a pior situação fiscal. O documento aponta que o problema das finanças municipais é estrutural e semelhante ao verificado nas outras esferas da administração pública. Para saber mais sobre o Índice Firjan de Gestão Fiscal: http://www.firjan.com.br/ifgf/consulta-ao-indice/